Fui mãe há pouco tempo, quanto tempo devo esperar para realizar uma mamoplastia de aumento? - Mamoplastia de Aumento

Fui mãe há pouco tempo, quanto tempo devo esperar para realizar uma mamoplastia de aumento?

mamoplastia de aumento

Uma das dúvidas mais frequentes das mulheres que desejam e ponderam realizar uma mamoplastia de aumento está relacionado com o momento mais indicado para realizar esta cirurgia após terem sido mães.

É muito comum mulheres que foram mães terem o desejo de realizar um aumento mamário pois o corpo sofre transformações que beneficiam o desenvolvimento do feto podendo estas transformações ser mais ou menos evidentes. Durante o período de gestação, o volume da mama aumenta devido à acumulação de gordura e de leite nesta zona do corpo. É muito comum a mama adquirir um aspeto mais vazio e flácido após o período de gestação o que está associado à perda de gordura e ao desaparecimento do leite após o fim da amamentação. Apesar de a pele ser um tecido elástico e com capacidade de recuperação, nem sempre consegue acompanhar a rapidez das alterações ocorridas durante a gravidez. Na maioria dos casos o corpo da mulher não volta a ser exatamente como era antes da gravidez principalmente em zonas que sofrem alterações mais marcantes como é o caso da mama e do abdómen.

Estas alterações fazem com que muitas mulheres não se sintam confortáveis com o novo aspeto da sua mama e realizem uma mamoplastia de aumento de forma a recuperar a harmonia corporal que tinham antes da gravidez. A mamoplastia de aumento pós-maternidade é uma opção que se adequa perfeitamente para mulheres que se encontram insatisfeitas com o tamanho ou forma da mama o que contribui para a recuperação da confiança e autoestima que em alguns casos é afetada durante a gravidez.

mamoplastia de aumento

No caso de ter sido mãe recentemente, é aconselhável esperar pelo menos 3 meses para realizar um aumento mamário. No período pós-parto o corpo encontra-se ainda sob o efeito de desequilíbrios hormonais que são normais nesta fase e que favorecem a acumulação de gordura em algumas zonas do corpo. Para garantir melhores resultados é essencial que o corpo se encontre estabilizado a nível hormonal, que a mulher esteja próxima do peso ideal que já não esteja a amamentar. Desta forma, temos uma noção mais real do estado da mama e assim, os resultados serão melhores e mais duradouros. Com a perda de peso e fim de amamentação, é muito comum a mama ficar descaída e/ou vazia. As próteses de silicone tem como objetivo aumentar o volume e melhorar a harmonia da mama mas em alguns casos, para além da colocação de implantes mamários, poderá estar indicada uma mastopexia (levantamento de mama).

É totalmente desaconselhada a realização de um aumento mamário durante a gravidez dada a tensão que é colocada no corpo e também devido ao facto dos seios estarem em constante mudança durante este período.

No entanto, são muitas as mulheres que realizam um aumento mamário muito antes de serem mães pois preferem não adiar uma decisão que pode favorecer a sua autoestima por um período de tempo até a gravidez, período esse que muitas não sabem qual será uma vez que não têm planos de serem mães a curto prazo. Esta cirurgia não tem quaisquer implicações com a amamentação pelo que aumenta a segurança de uma mulher sem filhos que queira realizar este tipo de intervenção.  

Ligar agora
Marcações