Como evitar a rejeição de implantes mamários? - Mamoplastia de Aumento

Como evitar a rejeição de implantes mamários?

mamoplastia de aumento

A mamoplastia de aumento é uma cirurgia que tem como objetivo aumentar o volume da mama. É uma das cirurgias mais comuns em todo o mundo tendo um índice de complicações baixo. No entanto, como em qualquer outra cirurgia, podem também surgir algumas complicações sendo a contratura capsular ou rejeição de implantes uma das complicações mais comuns.

O que é a rejeição de implantes?

Ao realizar uma mamoplastia de aumento, o organismo reconhece as próteses mamárias como um corpo estranho. Em resposta ao corpo estranho, o sistema imunológico inicia um processo natural de defesa, desenvolvendo um tecido fibroso em torno dos implantes mamários. Este processo desenvolve-se até o organismo “aceitar” os implantes podendo ter uma maior ou menor duração de acordo às características de cada paciente. Em alguns casos, esta reação natural do corpo poderá ser mais intensa causando o desenvolvimento de uma camada de cicatrização anormal à volta das próteses de silicone podendo causar desconforto ou mesmo dor à paciente pois o tecido exerce pressão sobre os implantes. Para além do desconforto e dor, pode também ocorrer rigidez e distorção dos implantes mamários o que pode comprometer os resultados da cirurgia podendo implicar uma cirurgia de revisão.

Como evitar a rejeição de implantes mamários?

O índice de rejeição de implantes mamários tem reduzido drasticamente nos últimos anos sendo hoje inferior a 5%. Esta redução está essencialmente relacionada com a utilização de implantes mamários com gel de silicone altamente coesivo e com superfícies texturizadas ou de poliuretano.

Para evitar a rejeição de implantes após uma mamoplastia de aumento, deverão ser seguidas algumas medidas:

– Utilização de implantes mamários de elevada qualidade. A utilização de implantes com gel de silicone altamente coesivo e superfícies texturizadas ou de poliuretano reduzem significativamente a taxa de rejeição;

-Tomar os antibióticos prescritos antes e após a mamoplastia de aumento;

– Realização de drenagens linfáticas de acordo às indicações médicas;

-Cumprir com todos os cuidados pós-operatórios nomeadamente descanso, alimentação adequada, evitar bebidas alcoólicas e tabaco e utilização dos curativos adequados.

O desenvolvimento de fibrose após um aumento mamário é um processo natural de defesa do organismo e ocorre após qualquer cirurgia. No entanto, deverá estar atenta a sinais de contratura capsular (rejeição de implantes). Se sentir desconforto, dor, assimetrias ou alterações no formato da mama, deverá consultar o seu cirurgião plástico para intervir de forma imediata.

Para marcar a sua consulta de mamoplastia de aumento, preencha o seguinte formulário que será contactada com brevidade.

 

Ligar agora
Marcações